Atividades fornecidas pela Fundação Bussaco

http://www.fmb.pt

 (Realização possível a qualquer data do ano, mas com  marcação necessária 48 horas antes) (231937004/963007857/ atividades@fmb.pt)

oficinas para grupos e famílias

A Mata Nacional do Buçaco constitui um património de valor incalculável, único em Portugal e no Mundo. Trata-se de uma herança secular, incomparável, por reunir relevância histórica, religiosa, militar, botânica, faunística, paisagística, arquitetónica, cultural e mesmo de identidade nacional.

Este espaço é atualmente gerido pela Fundação Mata do Buçaco que, ciente do seu potencial para a promoção dos valores científicos e da educação ambiental, pretende dar a conhecer a Mata, os seus valores naturais e torná-la num espaço dinâmico, de partilha de conhecimentos.

Neste contexto, disponibilizamos uma lista de atividades de cariz lúdico-didático que certamente despertarão o V. interesse. Estas atividades serão desenvolvidas na Mata do Buçaco, e estão pensadas para grupos ou famílias, podendo integrar elementos de várias faixas etárias, num ambiente de convívio e aprendizagem.

Estas oficinas contam com a coordenação científica do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro.

A participação nas oficinas está sujeita a taxas participação muito acessíveis, às quais acrescem os normais pagamentos de entrada na Mata. É obrigatória uma inscrição prévia através do endereço atividades@fmb.pt.

As oficinas realizar-se-ão com um número máximo de 20 participantes, sendo as vagas atribuídas por ordem de inscrição.

 dia       mês            oficinas

 6          janeiro        um ninho para um passarinho

20       janeiro          um ninho para um passarinho

3          fevereiro      a coruja e o ratinho

17       fevereiro       sapos, rãs e salamandras

3          março          a floresta revis(i)tada

17       março           construindo um herbário

7          abril             sapos, rãs e salamandras

21       abril              duendes na mata!

5          maio            aves pelos ares

2          junho           construindo um herbário

16       junho            maravilhosos morcegos

7          julho            no rasto dos mamíferos

21       julho             a floresta revis(i)tada

1          setembro      no rasto dos mamíferos

15       setembro       sementes com vida!

6          outubro        sementes com vida!

20       outubro         duendes na mata!

3          novembro     a química da floresta

17       novembro      a coruja e o ratinho

1          dezembro      introdução à ilustração científica

15       dezembro      um ninho para um passarinho

 

um ninho para um passarinho

As aves têm vindo a sofrer uma grande pressão devido ao desenvolvimento e expansão das atividades humanas, que muitas vezes levam à degradação dos habitats e consequente diminuição da disponibilidade de locais de nidificação e alimentação. Este fator tem sido uma das principais causas de ameaça para algumas espécies de aves. Nesta atividade pretende-se sensibilizar os participantes para a proteção da biodiversidade, enquanto são construídas caixas-ninho para pequenas aves. Os participantes poderão levar consigo as caixas-ninho construídas, para serem aplicadas em locais apropriados, à sua escolha.

número mínimo de inscrições:3

Duração: uma manhã ou uma tarde

Inscrição: €10 (inclui caixa-ninho que será entregue aos participantes)

 

a coruja e o ratinho

As aves de rapina são muitas vezes predadores de topo, muito importantes para o equilíbrio das cadeias tróficas e regulação de eventuais pragas. As corujas são aves de rapina noturnas que se alimentam                     preferencialmente de pequenos mamíferos, como ratinhos. Ingerem-nos por inteiro e as partes não digeríveis, como os ossos e o pelo, são posteriormente regurgitados. A análise destas regurgitações pode fornecer informação muito importante sobre a ecologia e a dieta destas aves, através da identificação das presas ingeridas. A linguagem e os procedimentos da atividade serão adaptados à faixa etária dos participantes, mas permitirá o ensino de processos ecológicos pouco conhecidos e a sensibilização para a proteção da natureza e biodiversidade.

número mínimo de inscrições:5

Duração: uma manhã ou uma tarde

Inscrição: €5

 

sapos, rãs e salamandras

O termo “anfíbio” tem origem no latim anfi (= dupla) e bios (= vida), fazendo referência ao facto destes animais alternarem fases aquáticas e terrestres ao longo dos seus ciclos de vida. Os anfíbios foram os primeiros        organismos a conquistar o meio terrestre e são muito importantes no equilíbrio dos ecossistemas, no entanto, poucos são conhecidos. Existem muitos receios infundados em torno destes simpáticos animais. Esta atividade pretende dar a conhecer melhor os anfíbios, explicar os seus ciclos de vida, hábitos e importância e sensibilizar para a sua proteção. Será adaptada à faixa etária dos participantes, variando entre jogos didáticos e uma explicação mais técnica sobre metodologias de deteção e identificação.

número mínimo de inscrições:5

Duração: uma manhã ou uma tarde

Inscrição: €5

 

 

a floresta revis(i)tada

As florestas são muito importantes para a melhoria da qualidade do ar, da água, do solo e constituem habitat para uma grande variedade de seres vivos. Mas que seres vivos são esses? Qual a biodiversidade que se pode    encontrar numa floresta? Que animais e plantas ocorrem nas nossas florestas? Esta atividade consistirá num passeio pela Mata do Buçaco, onde será demonstrado o conceito de biodiversidade: serão identificadas várias espécies de plantas e procurar-se-ão animais ou indícios de presença dos mesmos, num olhar mais atento à vida na floresta! A linguagem e as tarefas serão adaptadas à faixa etária dos participantes.

número mínimo de inscrições:5

Duração: uma manhã ou uma tarde.

Inscrição: €5

 

 

construindo um herbário…

Os mamíferos constituem uma classe de Vertebrados com uma enorme diversidade de morfologias e histórias naturais, muitas vezes com hábitos discretos e/ou noturnos, que despertam a curiosidade e o desafio de os conhecer melhor. A maioria dos mamíferos selvagens é muito difícil de observar diretamente… Então, como se procede para se detetar e identificar estes animais? Nesta atividade serão demonstradas várias                        metodologias utilizadas na identificação de mamíferos: desde os micromamíferos aos cervídeos, passando pelos carnívoros e morcegos. Serão demonstradas e explicadas técnicas de análise de indícios de presença, como excrementos e pegadas, regurgitações de aves de rapina, entre outras.

número mínimo de inscrições:5

Duração: uma manhã ou uma tarde

Inscrição: €5

 

 

sementes com vida!

As sementes detêm uma enorme importância para a preservação e propagação de espécies vegetais. Nesta atividade, os participantes irão recolher sementes ao longo de um passeio pela Mata e serão ensinados a processá-las, consoante as espécies, para plantação nos viveiros. Serão identificadas diferentes espécies de árvores e arbustos, com respetiva sensibilização para a proteção da natureza e biodiversidade. A linguagem e informação transmitida serão adaptadas à faixa etária dos participantes.

número mínimo de inscrições:5

Duração: uma manhã ou uma tarde

Inscrição: €5

  

a química da floresta

Para estudar e compreender a química, será necessário um laboratório sofisticado? Dos átomos às moléculas, atividades simples revelam alguns dos mistérios da química do quotidiano, presente nas substâncias que nos rodeiam. E como o cenário idílico e de natureza da Mata do Bussaco é incontornável, como poderemos     relacionar a Química à Floresta? Venha conhecer uma nova tabela periódica dos elementos, que liga os elementos químicos aos da educação ambiental e cidadania.

número mínimo de inscrições:5

Duração: uma manhã ou uma tarde

Inscrição: €5

  

introdução à ilustração científica

A ilustração científica é um tipo de desenho baseado na riqueza e precisão da informação visual. É muito utilizada em desenhos de biologia, medicina e outras áreas do conhecimento, com o objetivo de contornar as limitações que a fotografia por vezes apresenta. Esta atividade será coordenada pela bióloga e ilustradora Milene Matos, que apresentará os conceitos básicos da ilustração científica. Os participantes terão                    oportunidade de aprender uma técnica-base, iniciar uma ilustração simples e levar consigo os materiais de ilustração para continuar a praticar em casa.

número mínimo de inscrições:2

Duração: um dia

Inscrição: €15 (inclui materiais de ilustração que serão entregues a cada participante)

------------------------------------------------------------------

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reservas:

Residencial Imperial

Rua Emídio Navarro, 25

3050 - 224 LUSO

Telefone 231 937 570

Fax 231 930 193

PORTUGAL

residencialimperial@sapo.pt